Crisântemo simplesmente perfeito

Por céus e mares eu andei, vi um poeta e vi um rei na esperança de saber o que é o amor. Ninguém sabia me dizer, eu queria até morrer quando um velhinho com uma flor assim falou: o amor é o carinho, é o espinho que não se vê em cada flor, é a vida quando chega sangrando aberta em pétalas de amor. (Vinícius de Moraes)

O simbolismo e o significado das flores, sempre desempenharam um papel crucial na forma de comunicação entre as pessoas. Já afirmei em um post anterior, que dizer com flores é um lema que vem sendo transmitido de geração em geração, sempre resultando em uma forma válida de expressar um sentimento na ausência de palavras, ou para reforçar de forma gentil e amorosa, o que palavras simplesmente não podem exprimir.  Todas as flores possuem significados e simbologias diversas, algumas mais, outras menos…, no caso do Crisântemo, muitos significados ricos em simbologia lhe são atribuídos, e é sobre isso entre outras curiosidades relativas a esta flor que desenvolvi esse post.

O Crisântemo, nome vulgar dado ao Chrysanthemum, é uma planta que pertence à família Asteraceae, também conhecida como Compositae. Na Ásia esta planta é muito cultivada e estimada. São conhecidas mais de 100 espécies e cerca de 800 variedades. Originalmente os crisântemos são de cor amarela, razão pela qual, em grego o seu nome – dado por Carolus Linnaeus – significa “flor de ouro”. Estando associada ao sol, por causa da perfeição e maestria de como abre suas mais de 300 pétalas, o que lhe proporciona uma aparência única, distinta e elegante, na China, por essas razões, a flor muitas vezes está ligada à nobreza. Já no Japão, além de ser considerada a Flor Nacional da Nação, é também um dos maiores símbolos da Família Imperial Japonesa, tendo para os japoneses um significado especial. Acredita-se que o crisântemo foi levado para o Japão pelos budistas, e é mesmo um dos símbolos do país do sol nascente, sendo que o próprio trono do imperador era conhecido como “O Trono do Crisântemo”.

Essa planta foi levada para a Europa no século XVII, onde graças a alterações genéticas e ao trabalho de botânicos e cultivadores, surgiram diferentes variedades e cores. Hoje em dia é possível encontrar crisântemos roxos, vermelhos, brancos, cor de rosa, lilases, cor de laranja, etc. O crisântemo gosta de clima quente e úmido, e apesar de precisar de muita luminosidade, não pode estar exposto diretamente ao sol.

Quanto ao significado, a flor tem vários e diferentes; na Ásia, por exemplo, essa flor significa felicidade e é sinônimo de uma vida cheia e completa. No caso concreto do crisântemo branco, existe a crença da verdade e sinceridade citado acima. De acordo com o taoismo, o crisântemo é um símbolo de simplicidade e perfeição. Como é uma flor típica do Outono, também significa tranqüilidade e é visto como um mediador entre o céu e a terra, a vida  a morte.

Devido aos seus inúmeros significados como longevidade, rejuvenescimento, prosperidade, amizade, alegria, otimismo e fidelidade, o design de crisântemo passou a fazer parte das artes japonesas e peças como vestuário ou mobiliário. Aparece também em famosas pinturas mitológicas de barcos, castelos, pontes e vários outros objetos que foram desenhados a partir da mesma flor com admirável habilidade pelos artistas japoneses.

“Jardim de crisântemos”, obra da artista Toyohara Chikanobu (1838 – 1912)
“Crisântemos brancos”, detalhe da obra do artista Ito Jakuchu (1716 – 1800)

Considerada também como uma planta medicinal, na China o crisântemo era usado como um remédio para dor de cabeça. As pétalas também podem ser usadas em saladas e as folhas para fazer uma bebida. Uma lenda afirma que juntar pétalas de crisântemo numa taça de vinho aumenta a longevidade e vitalidade de uma pessoa. Para os chineses, o crisântemo ainda assegura o amor eterno e a fidelidade.

No Japão existe um Dia Nacional do Crisântemo, chamado Kiku no Sekku, conhecido como festival da felicidade, sendo este um dos cinco festivais mais antigos do Japão, comemorado todos os anos no nono dia do nono mês. Teve sua origem na Corte Imperial Japonesa no ano de 910 d.C. No festival em honra dos crisântemos, suas flores são cultivadas com requinte nos jardins, usadas como delicada guarnição comestível em jantares elegantes e utilizada medicinalmente para destruir germes. Também pode ser encontrada enfeitando o banho vespertino, onde, diz a tradição popular manterá à distância os desgastes da idade.

Bonecos de crisântemos no festival da Felicidade


Curiosidades sobre o crisântemo:

  • Os Crisântemos são plantas com flores perenes e existem mais de 100 variedades diferentes desta flor no Japão, onde a maioria floresce durante o outono.
  • Eles contém uma substância química chamada Pyrenthrum, que ajuda a repelir naturalmente a maioria dos insetos, ou seja, é um repelente natural de insetos.
  • Possui propriedades medicinais, nas quais é usado para diversos fins. Um deles é melhorar o fluxo sanguíneo, ajudando a reduzir varizes.
  • Na França, as pessoas que têm o pai já falecido, no Dia dos Pais, colocam na lapela ou na roupa um crisântemo, geralmente de cor branca ou amarela.
  • No México os crisântemos representam uma belíssima declaração de amor. Mexicanos são freqüentemente presenteados com buquês de crisântemos por pessoas queridas, como amigos e amantes.
  • Em muitos países do Ocidente o crisântemo é utilizado quase que exclusivamente em funerais gerando sua associação com a morte, mas tem também em seus significados relação com a imortalidade.
  • Na China, o crisântemo é conhecido como um dos quatro cavalheiros juntamente com a flor de ameixa, a orquídea e o bambu.
  • Segundo a filosofia budista, acredita-se que esta flor traz felicidade e alegria para o lar. Há um ditado bastante popular na Ásia, dito por um filósofo chinês que diz: “Se queres ser feliz por toda a vida, cultive crisântemos.”

Por sua simbologia rica em significados positivos, o crisântemo é também muito apreciado pelos amantes das tatuagens que privilegiam a flor como símbolo solar, símbolo de longevidade, imortalidade, perfeição e alegria.

 

Simbolicamente o crisântemo também é conhecido com a expressão “a fullness life”, que refere-se a uma vida “cheia” no sentido de plena, completa e significativa. O crisântemo também é uma das flores mais apreciadas para composições em arranjos florais, utilizada tanto como flor de destaque como como flor para dar destaque:

Detalhe de arranjo criado para o Enflor/2012 pela artista floral Stans Scheltinga com Tulipas, Crisântemos e Antúrios

 

Arranjo floral com variedades de crisântemos

 

Arranjo floral com crisântemos amarelos e folhas de Fórmio

Cuidados para que os crisântemos durem mais:

Como flor de corte em maços ou arranjos: 

  • Eliminar todas as folhas dos caules que possam ficar em contato com a água;
  • Trocar a água a cada 2 dias, utilizando no máximo um palmo de água acima da base do vaso ou recipiente no qual as flores estiverem inseridas;
  • Quando fizer a troca da água, aproveite para cortar um centímetro do caule de cada flor em diagonal pra facilitar a absorção da água e prolongar sua duração.
Como flor plantada em vaso:
  • Mantê-las em local bem iluminado e arejado, cuidando para que não fiquem sob a luz direta do sol;
  • Regar de 2 a 3 vezes por semana evitando encharcar a planta. Regue somente o suficiente para umedecer a terra;
  • Elimine flores e folhas secas e murchas.

Abraços, desejosos de que você possa sempre desfrutar de uma vida plena…

“A fullness life” …

Sejamos Felizes!

Fontes: Japão em Foco – significados.com – mundo nipo.com – imagens Web

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *