Na observação da Natureza tiramos grandes lições

Quantas vezes as pessoas desistem da vida porque se cansam de esperar?

Temos tanta pressa com tudo!… Como se a vida fosse um mar de problemas para uns e um mar de rosas para outros!… Não vivemos o que outros corações vivem e nem podemos viver, mas como podemos aprender com cada coisa que surge a cada instante?

Há algo mais singelo, sublime e belo do que as flores que nascem entre as pedras?
Elas germinam, avançam e sobressaem-se, mesmo se tudo à volta parece árido e seco.
Embelezam, apesar das asperezas, da seca, dos maus dias.

Aprendemos com a Natureza que o mundo tem jeito, que podemos nos resguardar e permanecer inteiros, apesar das situações que parecem querer nos enfraquecer e nos derrubar.
Aprendemos com as estações que não se desiste da vida, nem de ser, nem de tentar, nem de querer e que será sempre possível dar a volta por cima, apesar das contrariedades do caminho.

O majestoso Sol deixa-se muitas vezes encobrir por nuvens, mas ele volta sempre e sempre.
Fomos feitos para viver.
Fomos criados para bem viver.
Somos flores às vezes em terra fértil, outras em terreno árido, mas flores ainda; somos sóis e luas que não desistem de renascer.
Somos poços de problemas ou rios de felicidade, mas somos cheios de possibilidades e o melhor de nós pode sempre sobressair, como tímidos e firmes raios de Sol que varam as nuvens a acabam iluminando o dia.

(Letícia Thompson)

O texto acima nos lembra que podemos aprender o tempo todo com a Natureza. Através da observação dos seus ciclos podemos tirar inspirações e ânimo até nos piores momentos de nossas vidas. O cuidado que devemos ter para que uma pequena mudinha floresça, é o mesmo que devemos ter para com a nossa vida, bem como a dos outros. E, com relação a esses cuidados, devemos ter disciplina todos os dias, faça sol ou faça frio.

Não vivemos só de coisas boas, muitas coisas não boas também acontecem na vida, que nos abalam ao ponto de muitas vezes querermos desistir… Mas, nesse sentido, a Natureza também nos ensina, através da sua regeneração, quando as intempéries abalam paisagens, plantações, arrasando muitas vezes tudo, ela volta a renascer mostrando que não devemos desistir.

Observe, aprenda com a Natureza, inspire-se nela sempre que precisar recomeçar… E seja feliz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *