Dê ouvidos ao seu “Dom”

 

“A consciência dos seus dons é tão essencial quanto a um órgão do corpo porque ela possibilita que você os coloque em movimento. Tais dons ou talentos são tão pessoais quanto a sua impressão digital; eles são a forma única pela qual o amor se expressa através de você. Todos encarnam nesse plano trazendo consigo uma visão que inspira a evolução da humanidade, e essa visão, (que podemos chamar de missão ou propósito) se realiza através desses dons. Todo o universo te inspira a tomar consciência do seu propósito. E quando você coloca seus dons em movimento, isso te traz a sensação de pertencimento e plenitude.”                                                                               (Sri Prem Baba)

Para mim, o “Dom” está ligado ao que faz sentido na vida. A vida é uma dádiva e todos nós somos portadores de um “Dom” inato que, de alguma forma, vai se manifestar através das nossas preferências e impulsos.

Para identificar um “Dom” é necessário sabermos bem quem somos. O que nem sempre é fácil, pois desde crianças somos ensinados a sermos diferentes daquilo que naturalmente seríamos. São tantas as influências e cobranças para que cheguemos ao mundo adulto prontos para sermos bem sucedidos, que nos afastamos completamente dos nossos “Dons”. E, nesse sentido,  saímos correndo atrás de muitas coisas que nem sempre nos fazem felizes, pois só podemos ser verdadeiramente felizes sendo nós mesmos e, para isso, temos que reconhecer o que nos distingue e nos faz únicos, para conduzir nossas vidas de acordo com nossos “Dons”.

Pode acreditar, você tem algo especial, um “Dom” todo seu esperando ser descoberto, se é que já não foi. “Conheça a ti mesmo”; tire o máximo proveito daquilo que o torna único, e perceba que a consciência que coloca seus dons em movimento é o que dá sentido a sua vida.

As imagens do post são ilustrações de Duy Huynh, que tem o “Dom” de criar personagens etéreos e serenos, explorando seus movimentos junto com a emoção, a fim de retratar não apenas a beleza da forma humana, mas também o triunfo do espírito humano.

Abraços,
Sejamos Felizes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *